Blog

Touca que impede que cabelo caia com quimioterapia: como funciona e quanto custa?

Touca que impede que cabelo caia com quimioterapia: como funciona e quanto custa?

touca-para-quimioterapia-0916-1400x800

Perder o cabelo por causa da quimioterapia, além de abalar a vaidade, pode ser muito doloroso, uma vez que olhar-se no espelho significará lembrar da presença do tumor. Um novo equipamento que resfria o couro cabeludo promete impedir a queda massiva dos fios e tornar o processo de cura um pouco menos doloroso, principalmente para as mulheres.

 

Scalp cooling: o que é?

Scalp cooling, ou resfriamento do couro cabeludo, é um método relativamente novo que previne a queda de cabelo excessiva em pessoas que se submetem à quimioterapia, tratamento feito comumente em casos de câncer.

A dermatologista e cirurgiã capilar Leila Bloch, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica que essa técnica chegou ao Brasil há cerca de um ano e meio, mas a ideia já existe desde a década de 70. Na época, o procedimento era feito com toucas resfriadas no congelador.

Como é feito o resfriamento

O resfriamento do couro cabeludo é feito com o uso de uma touca que é acoplada a uma máquina, reponsável por manter a temperatura constante entre -2 e -4 graus Celsius.

A touca é colocada meia hora antes do início da quimioterapia, garantindo que tudo esteja pronto na hora de receber a medicação. Se o paciente quiser ir ao banheiro, a touca é desconectada do aparelho, mas conserva a temperatura ideal durante o intervalo.

Finalizada a sessão de quimio, deve-se esperar de 45 minutos a 3 horas para que a touca seja retirada, garantindo que os remédios façam a mínima ação possível no couro cabeludo.

scalp-cooling-0916-1400x800

Redução da queda de cabelo

Por que a quimioterapia causa queda dos fios?

Leila Bloch explica que o objetivo da quimioterapia é matar a célula cancerígena que está se multiplicando, mas, como efeito colateral, ela pode também matar outras células que estão se dividindo em outras partes do corpo. “As células que mais se dividem no corpo são os folículos pilosos, é por isso que os cabelos costumam cair em quem faz quimioterapia, explica a dermatologista.

Mas não é toda quimioterapia que tem essa ação. A queda de cabelo, e até dos pelos, depende do tipo e da dose de droga usada, além do esquema de quimioterapia utilizado.

Como a touca impede a alopecia?

A dermatologista explica que a diminuição da temperatura no couro cabeludo faz uma vasoconstrição, ou seja, os vasos sanguíneos que levam sangue à região ficam com diâmetro menor e, consequentemente, chegam menos agentes quimioterápicos na região.

O resfriamento tem, ainda, outra ação: o frio causa uma diminuição do metabolismo no local, ou seja, as células ficam menos ativas, e, por causa disso, o efeito tóxico do agente quimioterápico será menos sentido.

Funciona mesmo?

A dermatologista explica que as chances de precisar usar uma prótese capilar, ou seja, uma peruca, é duas vezes menor entre mulheres que usam o scalp cooling. “Espera-se que caia um pouco de cabelo, mas é evitada aquela transparência através dos fios que permite que seja visto o couro cabeludo”, conta Leila Bloch.

A apresentadora Sabrina Parlatore revelou, recentemente, que teve câncer de mama e usou a touca de resfriamento durante as sessões de quimioterapia. Ela atribui ao método a manutenção dos fios de cabelo:

Tenho recebido mensagens de mulheres do Brasil inteiro que passaram pelo câncer de mama e que estão passando pelo tratamento da doença. Mtas perguntas surgiram sobre o aparelho que usei durante a quimioterapia que conservou a maior parte do meu cabelo. Vamos lá: o aparelho é o inglês Pax Man (existem outras marcas tbm) usado na Europa há alguns anos e chegou por aqui faz uns dois. Que eu saiba apenas 2 lugares o compraram em SP: o Einstein e o CPO, onde eu fiz a químio. Ele promove o resfriamento da cabeça contraindo assim os vasos sanguíneos do couro cabeludo, impedindo então a penetração total da droga o que causaria a queda de cabelo. Usa-se o aparelho durante a infusão da químio. Ele não pode ser usado para tratamento de qq tipo de câncer e não é eficaz pra todo mundo. Para o de mama é liberado! Pra mim deu super certo. Perdi de forma homogênea apenas 30% dos fios e ter mantido o cabelo durante o tratamento me ajudou MUITO a passar pela químio da melhor forma possível. Espero ajudar. Força para tantas mulheres que enfrentam neste momento o câncer de mama. #cancerdemama #câncer #breastcancer #quimioterapia #quimio #chemotherapy #chemo #paxman #quimiocomcabelo #somosguerreiras #força

A post shared by Sabrina Parlatore (@sabrinaparlaoficial) on

Outra famosa, a empresária Suzana Gullo, esposa do apresentador Marcos Mion, está tratando um câncer de mama e usa a touca durante a quimioterapia:

Querida amiga quimioterapia, Enfim chegamos ao final do nosso íntimo relacionamento. Obrigada por todos os benefícios que você me deu, obrigada por me acompanhar durante os últimos seis meses e me mostrar q o melhor de mim nem mesmo eu conhecia. Obrigada por me mostrar a força e a coragem que descobri ter, dia após dia. Obrigada por me ensinar q o cansaço exaustivo, o mal estar constante, enjoo, fadiga, dores que nunca imaginei, a rápida mudança de aparência, entre tantos outros, são fatores que se tornam tão pequenos, tão insignificantes perto dos valores e virtudes q passamos a apreciar. Sei bem que não sentirei saudades, mas me despeço com um profundo agradecimento. Prometo sempre te defender acima de tudo e prometo sempre passar adiante um segredo que descobri sobre você. És muito mais eficiente e menos devastadora quando trabalha junto com a crença e a fé. Minha fé católica e a de todos que me querem bem me provaram isso sobre vc. 🙏🏼 Meu Pai e Senhor, sem você nada somos. Minha luta foi e sempre será pela minha família, pelos meus amores… pela VIDA!! Sempre venceremos JUNTOS!! Sem vcs , meus amores, essa caminhada não seria possível da forma como foi. Toda minha coragem, força e confiança vieram do meu Senhor, meu Deus e da minha família. Então preciso agradecer em primeiro lugar a Jesus e à Nossa Senhora por estarem comigo em todos os momentos, me dando muita paz, serenidade e confiança. Mesmo qdo fisicamente não tinha ninguém ao meu lado, sempre senti a presença deles e soube q estavam comigo. Obrigada meus amores, meu MARIDO, meus médicos, meus filhos, minha mãe, meu pai, irmãos, cunhadas, meus sogros e amigos queridos que durante esse período foram o meu tudo! Minha base, força, alegria, confiança e serenidade. O pior já passou, vencemos! Mas ainda não acabou o tratamento. Temos radioterapia pela frente, acompanhamentos, etc, mas é isso aí.💪🏼💪🏼 Que venha! Tenho fé e confiança no caminho que Deus traçou pra mim. Só tenho q AGRADECER, principalmente pela descoberta precoce feita pelo meu marido q com certeza foi um sinal de Deus. Com Fé não nos falta nada. 🙏🏼 O texto completo está no www.facebook.com/marcosmionoficial. Não coube!

A post shared by SUZANA GULLO MION (@suzanagullo) on

Efeitos adversos

É raro que aconteçam lesões no couro cabeludo pelo uso do scalp cooling. Em geral, pode haver dor de cabeça, dor na região e náusea. “A dor é suportável e tende a ir melhorando com o passar do tempo”, explica a dermatologista.

Preço

Cada sessão de scalp cooling custa, em média, de R$ 200 a R$ 700*. O preço varia de acordo com o hospital ou clínica onde o serviço está disponível.

Por enquanto, a única empresa que oferece o serviço no Brasil é a EPTCA Medical Devices. A farmacêutica Clara Maimon, Responsável Técnica da marca, explica que a empresa vende o equipamento para os serviços de saúde que, por sua vez, disponibilizam o tratamento para os pacientes.

Atualmente, o método pode ser encontrado em clínicas e hospitais específicos em São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Vitória (ES), Recife (PE), Porto Alegre (RS), Salvador (BA), João Pessoa (PB), Belo Horizonte (MG).

*Valores pesquisados em setembro de 2016 sujeitos à alteração.

Fonte: Vix

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>